Higienização automotiva

Higienização automotiva: uma questão de saúde pública

Fazer a higienização automotiva demonstra que você tem cuidado com o seu automóvel. Ela é utilizada para combater fungos e bactérias e, assim evitar problemas de saúde.

Além disso, a higienização automotiva é uma limpeza minuciosa e quando é realizada com cuidado promove o bem estar do motorista e demais ocupantes do automóvel.

No entanto, o que é a higienização automotiva? Para que serve e quanto custa fazer a limpeza interna do veículo? Essas são algumas perguntas que vamos responder a seguir. Confira!

O que é a higienização automotiva?

A higienização de carros não cuida apenas da estética automotiva. A limpeza é feita em todas as partes do automóvel. É uma higienização automotiva profunda, assim como a lavagem a seco que retira todos os detritos do interior do veículo.

É comum você sair por aí e ficar impressionado com alguns automóveis. No entanto, cuidar das partes internas do veículo também é muito importante porque evita doenças e até alergias.

Além disso, a higienização automotiva tem ganhado muitos adeptos pelas questões já citadas neste post e também por ajudar a conservar o automóvel.

Afinal, fazer o procedimento aumenta a valorização do carro na hora de vender e ajuda a preservar a parte interna, principalmente os veículos mais clássicos.

Guia completo: Como montar uma oficina mecânica moderna | Baixar gratuitamente | Engecass

Para que serve a higienização interna?

A higienização da parte interna do automóvel merece uma atenção especial. Ela serve para prolongar a vida dos bancos de couro, porta luvas, porta malas e até do ar condicionado.

A limpeza também influencia na qualidade de vida das pessoas que utilizam o carro para se locomoverem. Carros que fazem a higienização não sofrem com as impurezas que danificam bancos e demais itens.

E se falarmos das questões relacionadas à saúde, a higienização automotiva evita os ácaros. Saiba que eles se proliferam pelo calor ou umidade e ficam retidos entre as fibras do estofamento do veículo. Os ácaros afetam principalmente as pessoas alérgicas.

Como é feita essa higienização?

Remova as peças móveis do automóvel

As peças móveis do automóvel são removidas. Assim, você consegue mais espaço para trabalhar o revestimento interno do veículo.

Dê atenção a parte debaixo dos bancos e carpetes e a parte do teto e porta malas. Utilize um aspirador de pó e/ou uma escova levemente úmida com um produto especial que higieniza e perfuma.

Limpe o filtro do ar condicionado

Você deve trocar o filtro do ar condicionado a cada 6 meses para evitar que se acumulem sujeiras como pó, detritos e bactérias. Além de fazer com que o ar circule, o ar condicionado impede que as sujeiras fiquem impregnadas no interior do carro causando doenças e alergias.

Assim, o ar condicionado sujo traz prejuízo para os ocupantes do automóvel e também para o próprio veículo, pois perde a capacidade de gelar, forçando o sistema trabalhar mais.

Cuide dos bancos de couro e de tecido

Se a limpeza for feita na sua casa, você pode usar um aspirador de pó e um pano úmido com uma solução de água e sabão neutro.

Se for para você cuidar do automóvel do seu cliente, utilize produtos específicos que evitem ressecamento, rachaduras e pequenas trincas nos bancos, principalmente os de couro. Faça a hidratação de cada um deles.

Trate o painel do carro

Faça a higienização do painel do automóvel. Isso inclui o volante, porta-luvas, pedais e saídas de ar. Para isso, é possível usar um pano úmido com água para fazer a limpeza, ou produtos que dão brilho e limpam.

Quanto custa a higienização de carros?

O preço da higienização automotiva interna pode variar de acordo com o modelo e até o estado de conservação do automóvel.

Veículos como utilitários-esportivos e picapes têm o procedimento mais caro que os sedãs. Você pode cobrar de R$ 200 a R$ 400, ou até mesmo mais.

Para os automóveis hatches, o custo pode ficar em R$ 200, R$ 300 para os sedãs médios e R$ 400 para os carros maiores, picapes e utilitários-esportivos como informamos anteriormente.

Além disso, a realização do serviço pode variar de acordo com o modelo e o estado do automóvel. Em média, gasta-se um dia, sendo de cinco a oito horas para fazer todo o procedimento.

Quais as doenças causadas pelo ar condicionado sujo?

Doença do Legionário

A doença do legionário é uma forma severa de pneumonia. Ela é causada pela bactéria Legionella pneumophyla e outros tipos de Legionella. O problema é transmitido pelo filtro dos aparelhos que gelam o ar mas não conseguem reter as impurezas.

A sujeira se acumula nos ductos que circulam o ar e assim prejudica quem se expõe ao ar condicionado sujo. A doença do legionário é grave e se não for tratada a tempo pode causar várias complicações.

Nariz ressecado

O nariz tem uma mucosa revestida por cílios vibrantes. Ela é a responsável por expulsar bactérias, fungos e vírus que entram em nosso organismo pelo ar que respiramos. Se você fica com o nariz ressecado, a chance de pegar uma infecção respiratória aumenta.

Asma

As doenças respiratórias são consideradas crônicas, pois acometem as vias respiratórias. A asma é um exemplo.

Ela, assim como a rinite alérgica são causadas pela exposição a ácaros da poeira e fungos do ar condicionado. A doença se manifesta por crises de cansaço, falta de ar, chiado no peito, sensação de aperto no peito e tosse.

Amigdalite

A amigdalite é uma inflamação das amígdalas. A doença pode ser viral ou bacteriana. A viral é causada pelo Adenovírus, um vírus Epstein-Barr e o Citomegalovírus (EBV e CMV, respectivamente, causadores da mononucleose infecciosa, entre outros).

Já a bacteriana é detectada pela presença de Streptococos e Pneumococos na corrente sanguínea. Os sintomas da doença são: febre, dor de garganta, amígdalas inchadas e com manchas brancas ou amarelas e mau hálito.

Rinite alérgica

Outra doença causada pela falta de higienização automotiva. Ela é caracterizada por espirros repetidos, coriza abundante e líquida, olhos lacrimejantes, coceira no nariz, olhos, garganta e ouvidos, congestão nasal, alteração do olfato e até do paladar.

[e-book] Como precificar o valor da hora de mão de obra? | Baixar grátis | Engecass

Qual é a validade da higienização automotiva?

A higienização automotiva deve ser feita a cada 6 meses ou em alguns casos, em até menos tempo. Se seu cliente tem filhos pequenos ou animais domésticos, oriente para que ele faça a higienização do automóvel em menos tempo.

A comida derramada nos bancos e pelo de animais domésticos também contribuem para que o interior do carro tenha ácaros e até bactérias.

Viu como é importante a higienização automotiva? Agora que você aprendeu um pouco mais sobre o assunto, poderá orientar os clientes do seu auto center, não é mesmo? Afinal, o carro é um bem muito valioso e por isso deve ser bem cuidado!

Gostou do nosso conteúdo? Quer aprender mais dicas? Acesse o nosso próximo post e veja como fazer um atendimento personalizado online em seu auto center!

Conheça nosso catálogo de Equipamentos Automotivos | Engecass

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.