Como aproveitar a tarifa zero de importação de pneus para oferecer troca e balanceamento em seu estabelecimento

Ainda que não oficializado, no início de 2021 o Governo Federal deu indícios de uma possível redução a zero da tarifa de importação de pneus, especialmente por causa das pressões dos caminhoneiros por conta dos aumentos consecutivos dos combustíveis no país. 

No entanto, este anúncio soa vantajoso não apenas para a categoria dos motoristas, mas para todo o mercado automotivo, com destaque especial para as oficinas mecânicas, que oferecem serviços de troca, balanceamento e alinhamento de caminhões. 

E como estamos sempre atentos às notícias do setor, vamos compartilhar algumas dicas e orientações úteis para o seu negócio, caso a redução da tarifa de importação de pneus aconteça em breve.

Boa leitura.

 

Afinal, quem ganha com a tarifa zero na importação de pneus de caminhões? 

O anúncio foi feito durante uma live do presidente Jair Bolsonaro, mas ainda depende da aprovação do Supremo Tribunal Federal (STF). Como se trata de redução de tarifas sobre insumos, e não de impostos diretos, a expectativa é de que o projeto passe sem intervenções dos ministros. 

De acordo com o próprio presidente, hoje, essas tarifas de importação de pneus representam cerca de 16% do valor total do produto, o que seria reduzido a zero a partir da aprovação. 

Na prática, isso significaria uma redução de custos para a categoria de caminhoneiros no país, mas também para outros segmentos do mercado automotivo, como revendedores, postos de rodovia que oferecem serviços de trocas, borracharias e oficinas mecânicas. 

 

E como o setor de serviços automotivos pode aproveitar a importação de pneus com tarifa zero? 

Ainda que seja preciso aguardar a oficialização da decisão, já é possível planejar algumas estratégias e ações diferenciadas para o seu estabelecimento. 

De uma forma geral, o setor de serviços automotivos, que atende veículos pesados, terá oportunidades a serem trabalhadas em alguns serviços específicos, como: 

Sabendo disso, vamos a algumas dicas. Confira! 

 

Ofereça descontos especiais nos serviços 

Tendo em vista que os pneus para veículos pesados estarão mais baratos, uma das estratégias é oferecer descontos especiais aos motoristas. 

Por exemplo, caminhoneiros que realizarem a troca dos pneus em seu estabelecimento têm uma promoção especial em outros serviços como balanceamento e alinhamento, lavagem do veículo, troca de óleo, rodízios de rodas etc. 

A ideia é agregar essa diferença nos serviços essenciais para os caminhoneiros. 

 

Pense em promoções chamativas 

A tarifa zero na importação de pneus pode ser uma oportunidade para se trabalhar melhor o marketing da oficina mecânica ou loja automotiva.

Trocas com descontos, ações de vendas casadas, ou até mesmo a informação de que no seu estabelecimento o valor já está adequado à redução da taxa dos pneus. Essa informação dá a entender que a empresa está atenta às mudanças e também em oferecer melhores valores aos usuários.

 

Busque parceria com outras lojas 

Lojas, auto centers e borracharias podem trabalhar em conjunto para aproveitar a redução das tarifas na importação de pneus. Cada um dos estabelecimentos oferece um serviço, divulgando os parceiros. 

Dessa forma, todos ganham, incluindo os clientes! 

Enfim, essas são apenas algumas ideias e sugestões de como aproveitar a tarifa zero na importação de pneus, recentemente anunciada pelo Governo Federal. Fique atento ao desenrolar desse processo e da decisão, planejando ações futuras.

Curtiu as dicas? Então, para tornar seu estabelecimento ainda mais eficiente e profissional, aproveite para conferir os melhores modelos de balanceadoras automotivas do mercado e invista na automação de seu negócio.

Conheça nosso catálogo de Equipamentos Automotivos | Engecass

Conheça nosso catálogo de Equipamentos Automotivos | Engecass

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.