Mitos e verdades sobre Motores TSI

Entre as inúmeras tendências do mercado automotivo, vale destacar a chegada dos motores TSI em alguns modelos de fábrica, que oferecem veículos mais potentes e dinâmicos aos consumidores, inclusive em versões 1.0 e mais populares. 

E como não poderia ser diferente, como em qualquer novidade no setor, é normal que comecem a surgir discussões, teorias, mitos e verdades sobre esses motores turbo no mercado nacional. 

Sendo assim, para tentar desmistificar as principais questões sobre os motores TSI, nós decidimos montar este conteúdo exclusivo e destacar o que é verdade e mito sobre esse tipo de tecnologia. 

Então, sem grandes delongas, vamos direto aos pontos! Confere aí! 

 

É preciso deixar o motor TSI em marcha lenta 1 minuto antes de desligar o carro? 

Mito! Porém, essa prática realmente já foi comum em alguns modelos “modificados” por oficinas especializadas

Era o caso dos motores aspirados, turbinados, que precisavam seguir alguns cuidados e recomendações especiais para funcionarem. 

Com isso, a indicação era manter o motor turbo em marcha lenta por pelo menos 1 minuto, evitando assim que a turbina acionasse sem a devida lubrificação. 

Entretanto, no caso dos novos motores TSI de fábrica, nada disso é preciso, já que as montadoras desenvolveram um sistema de refrigeração especial para a turbina não aquecer e não precisar da espera para lubrificação. 

 

Os motores TSI requerem trocas de óleos mais frequentes? 

Nesse caso, vamos responder que isso é muito variável. Na verdade, assim como qualquer outro modelo, os veículos com motores TSI Turbo contam com manuais de fábrica, onde há a recomendação tanto do tipo, como da frequência da troca de óleo. 

E isso varia de modelo para modelo. Porém, além disso, a troca correta do lubrificante no motor TSI também pode variar muito com a forma de condução do motorista no dia a dia e a frequência de manutenções realizadas.

 

Os motores Turbo têm uma vida útil mais curta que os aspirados? 

Quando o motor do carro é turbinado em oficinas, há sim a possibilidade de reduzir a vida útil dos componentes. 

Porém, estamos falando aqui de motores TSI direto da fábrica e, portanto, esse mito de que devem durar menos que os motores aspirados pode ser esquecido. 

 

Os motores TSI “bebem” mais? 

Uma das questões mais relevantes entre os mitos e verdades sobre os motores TSI se refere ao consumo médio de combustível. 

É claro que isso também vai variar de carro para carro, assim como de motorista para motorista. 

Porém, em uma comparação entre dois modelos semelhantes, sendo um como motor turbo e outro com motor aspirado, podemos apostar que o primeiro, ou seja, o TSI, pode consumir menos. 

Se surpreendeu? Então, vamos lá! Os motores TSI apresentam uma eficiência maior no que se refere ao aproveitamento de energia, que normalmente é dispensada pelo escapamento dos carros aspirados. 

Sendo assim, se levar em consideração a forma de dirigir, o combustível utilizado e as manutenções em dia do motor, podemos sim ter um carro turbo mais econômico do que um aspirado. 

 

A manutenção de motores TSI é mais cara? 

Verdade! Afinal, há um componente extra nesses veículos que é a turbina. Logo, caso haja a necessidade de troca ou manutenção nessa peça, evidentemente haverá mais custos para o proprietário. 

 

Os motores TSI “desgastam” outras peças do carro? 

Uma dúvida comum sobre os motores TSI, que apresentam torque maior que os aspirados, é justamente se essa característica aumenta o desgaste de outras peças e sistemas do veículo. 

E mais uma vez reforçamos a ideia de que estamos lidando com motores novos e planejados nas fábricas e não adaptações em oficinas especializadas. 

Logo, as montadoras adequaram também outros sistemas como, embreagem, caixa, homocinéticas e transmissão, para que não haja perda ou riscos em relação a durabilidade e funcionamento das peças. 

 

Os carros TSI são mais difíceis para a revenda? 

Assim como há muitos mitos e verdades sobre modelos de carros mais fáceis e difíceis de revender no mercado, os motores TSI também começam a sofrer com essas suposições. 

O fato é que há público para todo tipo de veículo e, muito mais do que teorias e “achismos”, o que vai tornar o carro mais vendível ou não são os mesmos fatores comuns para qualquer outro produto, como valor, ano, estado, conservação etc. 

Além disso, é muito importante reforçar que, hoje, estamos falando de motores TSI de fábrica e não mais os “mexidos” em oficinas.  

Em resumo, esses são os principais mitos e verdades sobre os motores TSI, que vêm conquistando uma parcela do público nacional e que, naturalmente, deve aumentar ainda mais com o lançamento frequente das montadoras. 

Curtiu? Quer saber mais novidades sobre o mercado automotivo e ficar por dentro das melhores dicas para a sua oficina? Então, dê uma olhadinha em nosso Blog e confira vários outros posts já publicados! Até o próximo! 

[eBook] Saiba como fazer a Gestão financeira para a sua oficina com o nosso eBook! | Baixar agora | Engecass

Deixe seu comentário
5/5 - (2 votes)
Conheça nosso catálogo de Equipamentos Automotivos | Engecass

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

2 Comentários

  1. Ótima apresentação dos conteúdos sobre a oficina

    1. Ficamos felizes em saber. Continue acompanhando nossos conteúdos!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.